O que é inovação aberta e qual seu papel para o crescimento das empresas

28/06/2023 | Santander Universidades

Saber o que é inovação aberta é um fator essencial para o desenvolvimento, crescimento e competitividade, tanto no âmbito empresarial quanto social. O economista Joseph Schumpeter já argumentava na década de 1940, em seu livro Capitalismo, Socialismo e Democracia, que a inovação era o principal motor do crescimento econômico e da prosperidade a longo prazo.

A necessidade de inovar para introduzir novos produtos, serviços, processos e tecnologias que substituam as existentes, mudando também a forma de fazer as coisas, está dentro do conceito de “destruição criativa”. Ou seja: o progresso tecnológico e empresarial ocorre quando se eliminam velhas formas de produção, substituindo-as por novas.

Atualmente, a competitividade empresarial e os desafios das alterações climáticas tornam o foco na área de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) mais importante que nunca. Não à toa, o investimento na área chegará a 9,5 bilhões de dólares em 2030, segundo a Organização das Nações Unidas. Para fins de comparação, em 2020 foram aplicados 1,5 bilhão de dólares em PD&I.

Mas como se aprofundar no tema e saber o que é inovação aberta? Esse conceito é o mesmo de duas décadas atrás? A complexidade do mundo e as novas tecnologias, ao lado da enorme quantidade de informações a todo o momento, deram origem a novos métodos em que a colaboração entre diferentes pessoas têm ganhado protagonismo e se convertido em uma oportunidade para inovar com mais rapidez, de forma mais sustentável e com menos riscos. É o que se chama de inovação aberta. Quer saber mais sobre o tema? Continue lendo.

CTA Post

O que é inovação aberta e qual é a sua importância

Saber o que é inovação aberta pede uma viagem para 2003, ano em que Henry Chesbrough trouxe esse termo no livro Open Innovation: The New Imperative for Creating and Profiting from Technology para identificar o processo de inovação empresarial em que ideias internas e externas são combinadas dentro de plataformas, arquiteturas e sistemas da organização.

Porém, antes de se aprofundar nesse termo, é importante dar um passo atrás e entender o que é inovação fechada para evitar confusões. Em linhas gerais, é o que costuma ser feito dentro das empresas: uso apenas de recursos próprios, com uma abordagem hierárquica, vertical e restrita. Contatos, informações, processos e novas ideias são mantidos dentro dos limites internos da organização e não é feita nenhuma troca externa

Chesbrough compartilhou o que é inovação aberta como antítese a esse método tradicional, definindo o conceito como “o uso de fluxos internos e externos de conhecimento para acelerar a inovação interna e expandir mercados para o uso externo dessa inovação”. Do seu ponto de vista, essa nova forma de entender mudanças aproveita não só as contribuições internas, mas também de outros agentes. Isso inclui investidores, universidades, associações, titulares de propriedade intelectual, entre outros.

Em resumo, a inovação aberta promove relacionamentos entre empresas, com universidades, centros tecnológicos e outros recursos que possam proporcionar mais conhecimento.

innovación abierta

O que é inovação aberta e quais são seus tipos: de "fora para dentro" e de "dentro para fora"

Chesbrough distingue dois caminhos pelos quais as ideias fluem em um processo de inovação aberta: "de fora para dentro" e "de dentro para fora": 

  • Inovação aberta de “fora para dentro” (do inglês, outside-in). É a mais comum e consiste em organizações que buscam e adquirem conhecimento, tecnologias e soluções no mundo “externo” para uso interno. Dessa forma, os processos de inovação da empresa estão abertos às informações que vêm de fora. Por exemplo, colaboração com startups, pesquisas colaborativas com universidades, hackathons ou aquisição de empresas. 
  • Inovação aberta de "dentro para fora" (em inglês, inside-out). Esse tipo de inovação identifica o processo usado por uma organização e compartilha as próprias ideias não utilizadas ou subutilizadas no exterior. Dessa forma, outros podem utilizá-las em suas empresas ou modelos de negócios através de licenças ou acordos entre organizações.

Saber o que é inovação aberta significa entender que a colaboração está presente em ambos os tipos, mas existe uma diferença significativa. No mundo atual, o conhecimento é distribuído de tal forma que muitos acreditam que as empresas não podem depender apenas das suas próprias pesquisas e inovações para competir em um mundo globalizado. Devido às limitações da inovação fechada, o novo conceito cresceu nos últimos anos e deu origem a novos ecossistemas que incentivam a inovação aberta.

Ecossistemas de inovação aberta

O design e o gerenciamento de comunidades e ecossistemas inovadores são importantes para estender a inovação aberta além da colaboração entre duas empresas. A possibilidade de contato com organizações de todos os tipos aumenta a eficiência ao favorecer a identificação de novas oportunidades e soluções criativas para problemas complexos. 

Especialistas em inovação e empreendedorismo, como Eric von Hippel ou Andrew Hargadon, distinguem diferentes ecossistemas de inovação aberta:

Além disso, nos últimos anos, quem sabe o que é inovação aberta viu que esse conceito atingiu o setor público na colaboração entre empresas e órgãos públicos para desenvolver soluções para problemas sociais ou ambientais. Esta opção é muito utilizada, por exemplo, por entidades municipais para incentivar o desenvolvimento de aplicativos que usam dados para informar os cidadãos sobre questões específicas e facilitar o seu dia a dia.

innovación abierta

Além do conceito: como aplicação a inovação aberta

Agora que você já viu o que é inovação aberta, sabe que esta é uma estratégia eficaz para melhorar a inovação e a competitividade. No entanto, existem situações em que ela pode não ser a opção ideal, então é importante avaliar os benefícios e riscos da partilha de informação relacionada com PDI. Segundo o livro de Henry Chesbrough, as vantagens e os riscos são os seguintes:

Vantagens

  • Acesso a conhecimento e recursos externos que seriam inacessíveis de outra forma. Isso agiliza o processo de inovação e melhora a qualidade dos produtos e serviços. 
  • Redução de custos e riscos. Ao colaborar com outros, os riscos associados ao desenvolvimento de novos produtos e soluções são compartilhados e minimizados.
  • Criação de valor compartilhado. A colaboração com parceiros pode ajudar a incorporar o cliente e suas necessidades desde o início do projeto, melhorando sua satisfação e alcançando uma maior fidelidade.

Riscos

  • Falta de controle. A cooperação com parceiros externos pode ser acompanhada da perda de controle sobre o processo de inovação e seus resultados, dificultando a gestão da propriedade intelectual.
  • Dificuldades de coordenação. Embora seja verdade que a participação de mais pessoas é característica da inovação aberta, isso também pode trazer desafios na hora de coordenar e gerenciar o projeto. 
  • Conflito de interesses. Durante a colaboração, pode ficar claro que os participantes têm objetivos diferentes, levando a problemas.
  • Revelação de informações críticas. Outra adversidade neste tipo de inovação é se alguma das partes revelar informações que não estavam previstas, seja por serem confidenciais ou críticas.

Produtos e serviços decorrentes da inovação aberta

Saber o que é inovação aberta tem permitido que empresas de todo o mundo desenvolvam novos produtos e serviços, graças à colaboração e participação de atores externos à organização. Alguns deles são:

LEGO "The Big Bang Theory"

A LEGO criou a plataforma online de inovação aberta LEGO Ideas para que os seus clientes apresentassem suas próprias ideias ou votassem na de outros participantes. Um dos resultados de maior sucesso dessa iniciativa é um dos cenários mais icônicos da série "The Big Bang Theory".

Taiwan Semiconductor Manufacturing Corporation (TSMC)

O mais importante fabricante de semicondutores do mundo tem uma Plataforma de Inovação Aberta, em que ajuda a melhorar a indústria e é caracterizada por ter uma grande diversidade de fornecedores internos e externos de design. 

Por meio da  3DFabric™ Alliance, a empresa oferece uma família completa de tecnologias avançadas de empacotamento e empilhamento 3D que permitem maior desempenho em aplicativos cada vez mais exigentes. Isso ajuda seus clientes a criar soluções corretas logo na primeira vez, economizando revisões dispendiosas de design de chip.

Android

O sistema operacional Android do Google é um exemplo de inovação aberta, com ressalvas sobre seu modelo de negócio. A empresa de tecnologia americana comprou o sistema operacional em 2005 e lançou-o como código aberto três anos depois, incentivando desenvolvedores de todo o mundo a aprimorá-lo e lançar novos aplicativos e serviços. Dessa forma, o Android ajudou a impulsionar um ecossistema notável e sustentável baseado em software de código aberto e na promoção da inovação.

Inovação aberta e competitividade empresarial

Saber o que é inovação aberta é, há alguns anos, essencial em empresas de tecnologia e startups, de acordo com o Relatório Global de Inovação 2022 da Organização Mundial de Propriedade Intelectual. Essa ferramenta valiosa faz com que empresas estejam à frente num ambiente empresarial cada vez mais competitivo e em constante transformação, beneficiando também órgãos públicos que pretendem lançar soluções para melhorar a qualidade de vida dos seus cidadãos.

Nessa busca pela inovação, o elemento mais importante é o talento humano, Por isso é fundamental que as pessoas tenham o conhecimento profissional mais adequado sobre as tecnologias e tendências atuais. 

Para promover a empregabilidade neste setor, o Banco Santander aposta em três conceitos-chave: aprendizagem contínua, reciclagem profissional e formação complementar. Para isso, conta com o portal Santander Open Academy, um programa global, único e pioneiro. 

Se você busca continuar crescendo, tanto pessoal quanto profissionalmente, consulte o portal de Santander Open Academy, que reúne centenas de oportunidades de formação em instituições internacionais de prestígio. Você poderá acessar treinamentos em tecnologia, idiomas, estudos, pesquisa, soft skills, estágios e liderança feminina, que te ajudarão a melhorar sua empregabilidade e redirecionar sua carreira profissional.

 

Quer se tornar um lifelong learner e continuar aprendendo para aumentar suas oportunidades de trabalho? O portal Santander Open Academy oferece muitas opções para que você possa atingir seus objetivos. Consulte a plataforma e lembre-se, você pode se inscrever em quantos programas quiser. Aproveite a oportunidade!

CTA Post

Ver mais posts interessantes...